Seguidores

sábado, 29 de abril de 2017

Funcionário padrão

Quem reclama de greve não precisa mais chorar nem chamar grevista de vagabundo. Basta chegar na terça-feira, depois do feriado, ir até o RH da sua empresa e dizer: bom dia, tenho direitos demais, quero que dispense alguns pra eu trabalhar melhor. Assino um termo de responsabilidade.

Daí, você começa:
- não quero mais trabalhar só oito por dia horas: quero 12 horas/dia de trabalho. Produtividade é tudo.
- Não quero mais uma hora e meia de almoço: quero meia hora, dá pra engolir e voltar. Estava comendo demais e engordando mesmo.
- Se vocês quiserem repartir minhas férias também, pode ficar à vontade, sem problema. Pra que planejar férias se a gente não vai pra lugar nenhum mesmo.
- Ah, em caso de demissão sem justa causa, não precisa pagar a multa de 40% do FGTS. Pra que vou querer esse dinheiro a mais? Pode ficar com ele.
- O pagamento de aviso prévio também acho desnecessário. Pode guardar.
- Ah, o Salário? Salário a gente negocia. Se quiser reduzir o meu, fica á vontade. Não sou materialista, nem estou precisando de dinheiro. Trabalho por diletantismo e porque quero ver o Brasil crescer.
Não precisa brigar com ninguém. Basta abrir mão dos direitos que tem, já que esta achando demais as pessoas protestarem contra todas essas mudanças que, provavelmente, você nem sabe que já estão acontecendo.
Se o desejo de perder direitos for maior, já liga pro chefe hoje e combinar pra tirar imediatamente os que você tem.
Bom fim de semana, funcionário do mês.
C

Nenhum comentário: